Atuação em pediatria: rotina profissional, onde atuar, remuneração e mais! 

Atuação em pediatria: rotina profissional, onde atuar, remuneração e mais! 

A atuação em pediatria é uma das áreas mais populares da medicina, pois permite mergulhar em um universo de cuidado e dedicação exclusiva às crianças e adolescentes, sendo uma das cinco grandes áreas da medicina. No Brasil, segundo dados da Demografia Médica, a pediatria é amplamente valorizada, com cerca de 48.654 pediatras em atividade, representando 9,8% do total de especialistas no país e tornando-se a segunda especialidade com maior número absoluto de praticantes, ficando atrás apenas da Clínica Médica.  

Se você é médico e tem interesse em ingressar nessa área, continue lendo para descobrir tudo sobre a atuação, rotina, remuneração e muito mais sobre pediatria! 

O que o médico pediatra faz? 

O médico pediatra é responsável pelo cuidado da saúde de bebês, crianças e adolescentes. Sua atuação envolve uma série de atividades fundamentais para garantir o desenvolvimento saudável desses pacientes. Por exemplo: 

  • Acompanhamento do desenvolvimento infantil: realiza avaliações periódicas para verificar se a criança está se desenvolvendo de acordo com o esperado para sua idade, tanto em termos físicos quanto cognitivos e emocionais.  
  • Diagnóstico e tratamento de doenças: é responsável por diagnosticar e tratar diversas doenças que afetam bebês, crianças e adolescentes. Isso inclui desde problemas simples, como resfriados e infecções de ouvido, até doenças mais graves e crônicas.  
  • Vacinação: é o profissional responsável por orientar sobre o calendário de vacinação e aplicar as vacinas necessárias para proteger as crianças contra diversas doenças.  
  • Aconselhamento aos pais: orienta os pais sobre cuidados básicos com a saúde dos filhos, como alimentação adequada, higiene, sono e atividade física. Ele também pode oferecer orientações sobre questões comportamentais e educacionais. 
  • Acompanhamento de doenças crônicas: pode acompanhar crianças e adolescentes com doenças crônicas, como diabetes, asma ou doenças autoimunes, garantindo um tratamento adequado e uma melhor qualidade de vida.  
  • Prevenção de acidentes: orienta os pais sobre medidas de prevenção de acidentes domésticos e no trânsito, que são uma das principais causas de morte e lesões em crianças. 

Áreas de atuação em pediatria 

O médico pediatra tem uma variedade de opções de trabalho, podendo atuar em diferentes ambientes de saúde. Ele pode trabalhar em serviços de emergência, centros de terapia intensiva ou enfermaria dos hospitais como plantonista, além de também atuar em consultório. 

A pediatria é uma especialidade médica que abrange diversas áreas de atuação, cada uma com suas particularidades e desafios. Conheça 6 das principais áreas de atuação em pediatria e suas subespecialidades: 

  1. Neonatologia: especialidade que se dedica ao cuidado de recém-nascidos, especialmente os prematuros ou com problemas de saúde. Subespecialidades incluem a neonatologia intensiva, que cuida de bebês em estado crítico, e a neonatologia perinatal, que trata de problemas que afetam o feto durante a gestação. 
  1. Nutrologia pediátrica: envolvida no diagnóstico, tratamento e prevenção de distúrbios nutricionais em crianças, como obesidade, desnutrição e alergias alimentares. 
  1. Neurologia pediátrica: cuida de distúrbios neurológicos em crianças, como epilepsia, paralisia cerebral e distúrbios do desenvolvimento neurológico. Subespecialidades incluem a neurologia comportamental, que trata de distúrbios comportamentais relacionados ao sistema nervoso. 
  1. Cardiologia pediátrica: especialidade que trata de doenças cardíacas congênitas e adquiridas em crianças, como cardiopatias congênitas, arritmias e doenças do músculo cardíaco. Subespecialidades incluem a cardiologia intervencionista pediátrica, que realiza procedimentos cardíacos minimamente invasivos. 
  1. Cardiologia pediátrica: especialidade que trata de doenças cardíacas congênitas e adquiridas em crianças, como cardiopatias congênitas, arritmias e doenças do músculo cardíaco. Subespecialidades incluem a cardiologia intervencionista pediátrica, que realiza procedimentos cardíacos minimamente invasivos. 
  1. Pneumologia pediátrica: especialidade que se dedica às doenças respiratórias em crianças, como asma, bronquite, pneumonia e fibrose cística. Subespecialidades incluem a pneumologia pediátrica intervencionista, que realiza procedimentos respiratórios invasivos. 
  2. Cardiologia Pediátrica: Acrescenta mais 3 anos de estudos em sua formação. É a subespecialidade que trata e previne problemas no sistema cardiovascular na infância e na adolescência. 
  3. Neuropediatria: Com foco em doenças ligadas ao sistema nervoso, a neuropediatria estuda distúrbios cognitivos, motores e sensitivos em crianças. 
  4. Alergia e Imunologia Pediátrica: Dedica-se ao estudo do sistema imunológico infantil, abordando aspectos como imunodeficiências, alergias alimentares, alergias respiratórias e outras condições relacionadas à resposta imunológica em crianças.   
  5. Cancerologia/Oncologia Pediátrica: Concentra-se no diagnóstico, tratamento e acompanhamento de cânceres que afetam crianças e adolescentes. Os profissionais desta área têm um papel crucial no cuidado multidisciplinar desses pacientes, trabalhando em estreita colaboração com oncologistas, cirurgiões, radiologistas e outros especialistas para oferecer os melhores tratamentos disponíveis, além de oferecer apoio emocional tanto para os pacientes quanto para suas famílias. 
  6. Medicina Intensiva Neonatal: São responsáveis pelo cuidado intensivo de recém-nascidos prematuros ou doentes que necessitam de atenção especializada devido a condições médicas graves. Eles trabalham em unidades de terapia intensiva neonatal (UTIN) e são treinados para lidar com uma variedade de problemas médicos, como dificuldades respiratórias, infecções, problemas cardíacos e complicações do parto. 
  7. Medicina Intensiva Pediátrica: Similar à medicina intensiva neonatal, esta especialidade concentra-se no cuidado intensivo de crianças em estado crítico, independentemente da idade. Os médicos especialistas em medicina intensiva pediátrica trabalham em unidades de terapia intensiva pediátrica (UTIP) e são treinados para gerenciar uma ampla gama de condições médicas graves, incluindo traumas, doenças infecciosas, distúrbios respiratórios e cardiovasculares, entre outros.  

Rotina do médico pediatra 

O médico pediatra desempenha um papel crucial na promoção da saúde e bem-estar das crianças, atuando em uma ampla gama de cenários, desde o atendimento ambulatorial até o cuidado intensivo em hospitais. 

Além de diagnosticar e tratar doenças, os pediatras têm um papel significativo na orientação dos pais sobre o desenvolvimento infantil, oferecendo insights valiosos sobre o crescimento físico, emocional e cognitivo das crianças. 

Sua abordagem centrada no paciente, aliada à compreensão das complexidades do desenvolvimento infantil, reflete o compromisso da pediatria em promover não apenas a ausência de doenças, mas também o bem-estar integral das crianças. 

A rotina do médico pediatra pode ser bastante diversificada, dependendo do ambiente de trabalho e da especialidade dentro da pediatria. No entanto, de maneira geral, o médico pediatra pode atuar em diversos segmentos, como serviços de emergência (Pronto Socorro Pediátrico), terapia intensiva pediátrica, maternidades (sala de parto, alojamento conjunto, UTI neonatal), postos de saúde, clínica de família, transporte em ambulância, entre outros.  

Na rotina do médico pediatra, estão incluídas também atividades como consultas ambulatoriais, atendimento em pronto-socorro, acompanhamento de pacientes internados, realização de procedimentos médicos, como suturas e curativos, e orientações aos pacientes e familiares sobre cuidados de saúde preventivos e tratamentos.  

 Além disso, o médico pediatra pode participar de reuniões clínicas e de equipes multidisciplinares, realizar visitas domiciliares, participar de programas de saúde pública voltados para crianças e adolescentes, e dedicar tempo à educação continuada, buscando se manter atualizado com as novidades e avanços na área da pediatria.   

Remuneração para pediatria 

A remuneração para médicos pediatras no Brasil pode variar significativamente dependendo de diversos fatores, como localização geográfica, experiência profissional, tamanho da instituição e carga horária. Em geral, um médico pediatra pode iniciar sua carreira com um salário médio de R$ 7.823,00, podendo chegar a ganhar até R$ 13.092,00. A média salarial para médicos pediatras no país é de R$ 8.862,00.  

Variação Regional dos Salários 

Os ganhos também variam conforme a região. Por exemplo:  

  • São Paulo: A média salarial é de R$ 7,6 mil por 18 horas semanais. 
  • Rio de Janeiro: A média salarial é de R$ 5,5 mil por 19 horas semanais. 
  • Distrito Federal: Um médico pediatra pode receber R$ 15,8 mil por 24 horas semanais. 
  • Rio Grande do Sul: O salário pode chegar a R$ 8,5 mil por 31 horas semanais. 
  • Nível de Experiência e Porte da Instituição 

A remuneração pode diferir de acordo com o nível de experiência do profissional e o porte da instituição onde trabalha:  

  • Iniciante em empresa pequena: Cerca de R$ 5,3 mil. 
  • Profissional sênior em grande complexo hospitalar: Até R$ 9,5 mil. 

Adicionais e Benefícios 

A remuneração também pode ser complementada com adicionais de periculosidade, horas noturnas e insalubridade, especialmente para profissionais contratados via CLT, cujos adicionais podem variar de R$ 683 a R$ 2,7 mil. 

Setor Público vs. Privado 

Em relação ao sistema de saúde, os médicos pediatras que trabalham exclusivamente no setor público geralmente ganham menos. De acordo com a Demografia Médica no Brasil 2020

  • Setor Público: 42% dos médicos que recebem até R$ 11.000 trabalham no Sistema Único de Saúde (SUS). 
  • Setor Público e Privado: Aqueles que atuam tanto no setor público quanto no privado tendem a ter uma remuneração maior, com 58% dos médicos na faixa salarial de R$ 21.000 a R$ 27.000 conciliando trabalhos em ambos os setores. 

Possibilidades de Aumento de Rendimentos 

É possível aumentar os rendimentos na especialidade atuando em setores público e privado ou abrindo uma clínica própria. Algumas sub-áreas específicas para atuar como pediatra, são: 

  • Cirurgia Pediátrica 
  • Neurologia Pediátrica 
  • Endocrinologia Pediátrica 
  • Gastroenterologia Pediátrica 
  • Infectologia Pediátrica 
  • Medicina do Adolescente 

Essas atuações específicas podem ajudar a destacar o profissional e aumentar os ganhos. Além disso, a fidelização dos pacientes pode gerar uma fonte constante de renda, uma vez que os pediatras podem acompanhar seus pacientes por mais de uma década. 

Pós-graduação em Pediatria 

Uma Pós-Graduação da UnyleyaMED pode ser o passo fundamental para médicos sem especialidade que desejam se aprofundar nesta área tão importante da medicina. 

Totalmente online, o curso de Pós-Graduação em Pediatria permite que os profissionais estudem no seu próprio ritmo, de acordo com sua disponibilidade de tempo e localização geográfica. Com uma plataforma digital exclusiva, os alunos têm acesso a conteúdos atualizados, videoaulas, materiais de estudo interativos e ferramentas de aprendizagem inovadoras. 

Desenvolvido para oferecer uma abordagem abrangente e atualizada em todas as áreas da medicina infantil, o curso proporciona aos alunos a oportunidade de explorar as mais recentes pesquisas, terapias e técnicas de diagnóstico em pediatria. Com um corpo docente altamente qualificado e uma estrutura curricular sólida, os alunos são preparados para uma carreira de sucesso na área pediátrica. 

cursos de pós-graduação médica

Além disso, a pós-graduação em Pediatria aborda os desafios que a especialidade enfrenta tanto no cenário global quanto no contexto brasileiro, preparando os pediatras para lidar com uma ampla gama de questões de saúde infantil, desde doenças emergentes e urgências até doenças crônicas. Acesse a página, conheça o curso e entenda como esta formação prepara médicos para lidarem com os principais desafios, aprofundar seus conhecimentos e habilidades em pediatria.